SOLENIDADE TODOS OS SANTOS (ANO A)

A Solenidade de Todos os Santos abre-nos o espírito e o coração às consequências da Ressurreição. O que se passou em Jesus realizou-se também nos seus bem-amados, os nossos antepassados na fé, e diz-nos igualmente respeito: sob as folhas mortas, sob a pedra do túmulo, a vida continua misteriosa, para se revelar no Grande Dia, […]

Continue lendo...

XXX DOMINGO DO TEMPO COMUM (ANO A)

A liturgia do XXX domingo Comum diz-nos, de forma clara e inquestionável, que O AMOR ESTÁ NO CENTRO DA EXPERIÊNCIA CRISTÃ. O que Deus pede – ou antes, o que Deus exige – a cada crente é que deixe o seu coração ser submergido pelo amor. O Evangelho (Mateus 22,34-40) diz-nos, de forma clara e […]

Continue lendo...

XXIX DOMINGO DO TEMPO COMUM (ANO A)

A liturgia do XXIX Domingo do Tempo Comum convida-nos a refletir acerca da forma como devemos equacionar a relação entre as realidades de Deus e as realidades do mundo. Diz-nos que Deus é a nossa prioridade e que é a Ele que devemos subordinar toda a nossa existência; mas avisa-nos também que Deus nos convoca […]

Continue lendo...

XXVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM (ANO A)

A liturgia do XXVIII Domingo do Tempo Comum utiliza a imagem do “banquete” para descrever esse mundo de felicidade, de amor e de alegria sem fim que Deus quer oferecer a todos os seus filhos. Na primeira leitura (Isaías 25, 6-10a), Isaías anuncia o “banquete” que um dia Deus, na sua própria casa, vai oferecer […]

Continue lendo...

XXVII DOMINGO DO TEMPO COMUM (ANO A)

A liturgia do XXVII Domingo do Tempo Comum utiliza a imagem da “vinha de Deus” para falar desse Povo que aceita o desafio do amor de Deus e que se coloca ao serviço de Deus. Desse Povo, Deus exige frutos de amor, de paz, de justiça, de bondade e de misericórdia. Na primeira leitura (Isaías […]

Continue lendo...