Últimas
Noções básicas de segurança na Internet para os filhos
Uma pergunta que atormenta muitos pais hoje: como tornar mais segur
Festa do Batismo do Senhor (Ano C)
A liturgia deste domingo tem como cenário de fundo o projeto salva
O dízimo não é uma prática filantrópica
O dízimo não deve ser uma prática filantrópica, mais um gesto
A Água e o Batismo
O Batismo é, sem dúvida, o sacramento de que mais fala o Novo Tes
Mais Lidas

Destaque

Próximos Eventos

Qui Jan 24 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Jan 24 @ 8:00PM -
Grupo de Oração
Qui Jan 31 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Jan 31 @ 8:00PM -
Grupo de Oração
Qui Fev 07 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia

Banda Filhos de Maria

 

Introdução / Criação

A Filhos de Maria começou em outubro de 2003, quando o pároco da época, Pe. José Nilton Cuoghi, chamou o Willian, que fazia parte de um outro ministério de música (Água Viva), para formar uma banda somente de jovens. A Missa das 17:30 (na época) estava sem música e era destinada aos jovens. No grupo de jovens, MileneSimoneViniciusMarcelo e Willian já se reuniam para, quando necessário, formar uma banda e animar encontros diocesanos da Pastoral da Juventude ou Vocacional, Missas, retiros etc. Sendo assim, foi apenas necessária a organização e oficialização da banda, quando o Willian convidou, além dos já citados, o André, para juntos tocarem a primeira Missa. Desse dia em diante, as Missas dos jovens passaram a ser responsabilidade da Filhos de Maria (que ainda não recebia o nome) e permanece até hoje.

Na formação inicial: Willian (guitarra), Vinicius (violão), Marcelo (bateria), Milene e Simone (vocais) e André (teclado). A respeito do nome, foi escolhido por conta dos padres da paróquia serem  da Ordem Claretiana, chamados Cordis Mariae Filis, o famoso CMF, ou “Filhos do Coração de Maria”. Para ficar menor e mais simples, ficou “Filhos de Maria”, também pela nossa devoção a Nossa Senhora.

 

História e formações

A primeira formação durou um ano, sendo que a primeira mudança  foi a saída da Simone e entrada da Maitê e da Mônica, que vieram reforçar o coro feminino. Além disso, houve um período de participação efetiva do Zé Carlos, sempre auxiliando na técnica vocal e cantando conosco em diversas Missas. 

Já o ínicio de 2005 trazia o convite a mais uma integrante, inicialmente para tocar flauta, mas que acabou se revelando vocalista: Bruna. E no segundo semestre do ano, Eduardo, que iniciava seus estudos no contrabaixo, foi convidado a participar da banda assim que estivesse apto. Em menos de três meses ele tocou em sua primeira Missa, com sorte, a “Missa do Galo”, na véspera de Natal.

Durante um tempo (2006-2007), a banda passou a contar com o auxílio do Peterson, tecladista, nas Missas e momentos que o André não podia participar. No final de 2007, houve a saída efetiva do André e o convite feito ao Peterson. Convite feito, convite aceito. Algum tempo depois, A formação se manteve e foi reforçada com a entrada do João, que já ensaiava uma participação na banda, tocando sax alto e flauta transversal. Além dele, alguns meses depois (já em 2008) houve a entrada do Filipe, que iniciava os estudos na percussão.

Passou um ano (2009) e tivemos a saída da Maitê, mas ganhamos mais um integrante: o Lucas, tocando violino e acrescentando mais um instrumento à banda. A exemplo do que havia acontecido antes, tínhamos a participação do João Laio no teclado sempre que se fazia necessário. No começo de 2010, com a saída do Peterson, houve o convite e ele aceitou ser integrante oficial da banda. Alguns meses depois, também fizemos o convite à Letícia (violão), em preparação à saída iminente do Willian, guitarrista e fundador da banda. Isso aconteceu em Agosto de 2010 e a banda permanece com a mesma formação até hoje. Pra quem se perdeu, aí vai:

 

Milene, Monica e Bruna (vocais)

Vinicius (violão e vocal)

Eduardo (baixo)

Letícia (violão)

João Laio (teclado)

Marcelo (bateria)

Filipe (percussão)

João (sax alto, sax tenor, sax soprano e flauta transversal)

Lucas (violino)

 

A banda segue fazendo o que mais gosta: tocar nas Missas dominicais na sua paróquia, que são a fonte de água viva, de onde tiramos força para os novos desafios. Apesar de ter participado de diversas outras atividades envolvendo a música, a Eucaristia é e tem de ser o centro da vida de um cristão católico. Servir a Deus na liturgia da Missa é um presente pra todos nós como músicos. Convidamos você a participar toda semana na Missa das 17 horas conosco.

 

Filhos de Maria

Youtube: www.youtube.com/filhosdmaria

Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

: