Últimas
XXXII Domingo do Tempo Comum (Ano B)
A liturgia do XXXII Domingo do Tempo Comum fala-nos do verdadeiro c
O dízimo não é uma prática filantrópica
O dízimo não deve ser uma prática filantrópica, mais um gesto
Oração para início da Novena de Natal
Deus Benigno de infinita caridade que nos amastes tanto e que nos d
Novena de Natal - Reunidos em família preparando a vinda do Senhor.
A Novena de NATAL faz parte de um patrimônio da religiosidade popu
Os cidadãos são convidados a participar do jogo e não apenas ficar torcendo das arquibancadas
A democracia, segundo o bispo de Lages (SC) e presidente da Comiss
Mais Lidas

Destaque

Próximos Eventos

Qua Nov 14 @ 8:00PM -
Terço dos Homens
Qui Nov 15 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Nov 15 @ 8:00PM -
Grupo de Oração
Qui Nov 22 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Nov 22 @ 8:00PM -
Grupo de Oração

Padroeira de Santos - Nossa Senhora do Monte Serrat

Origem

Originado nos tempos medievais, no Velho Mundo, o culto a Nossa Senhora do Monte Serrat data da época colonial no Brasil e em Santos foi reforçado por diversos episódios considerados milagrosos, tanto que a santa foi escolhida como padroeira da cidade. As duas histórias principais são a da invasão dos piratas holandeses comandados por Spielbergen em 1615 e a do navio a vapor Araguary em 1926.

Em 1614, quando os holandeses invadiram a Ilha de São Vicente, as populações das vilas de Santos e São Vicente refugiaram-se no monte, rezando e pedindo proteção à Virgem. Quando os invasores aproximaram-se do alto do morro, uma avalanche de pedras matou muitos deles e colocou os demais em fuga. Nossa Senhora do Monte Serrate fizera seu primeiro grande milagre e, desde essa época, a população a considera padroeira de Santos.

Em 1954, quando se completava o centenário da definição do dogma da Imaculada Conceição, o Papa Pio XII decretou o Ano Santo Mariano. Houve festas em todo o mundo e, associando-se aos festejos, a Câmara Municipal de Santos oficializou o título de padroeira a Nossa Senhora do Monte Serrate. No ano seguinte, o Papa ratificou o ato, determinando a coroação canônica.

A Santa é também protetora dos navegantes e a ela se atribui outro grande milagre: livrou o barco nacional Araguary de naufrágio certo, em 1926. Quando os tripulantes já não conseguiam controlar a situação, resolveram ajoelhar-se em um dos conveses, rezar e evocar a Virgem, prometendo celebração de missa em ação de graças se o vapor conseguisse aportar em Santos. No instante seguinte a tempestade cessou e o mar entrou em calmaria.


Hoje...


Por essas e por outras, o Monte Serrate é um dos principais pontos de afluência de romeiros em todo o Brasil e centro de uma das grandes festas religiosas da Igreja Católica. A tradição se renova a cada ano: no dia 5 de setembro, a imagem de Nossa Senhora deixa sua capela e segue, em procissão, para a Catedral, onde é rezado um tríduo. No dia 8 de setembro, consagrado a ela, há missa solene, pela manhã, e à tarde, a imagem volta ao Monte Serrate. Antes de subir o morro, o cortejo pára em frente da Prefeitura, e o chefe do Executivo renova a consagração de Santos à Senhora do Monte. Feriado, a Cidade reza e festeja ao mesmo tempo.

Em sua ermida, no Monte Serrate, a imagem de Nossa Senhora fica no altar-mor, num nicho. A capela, bem simples, não comporta mais de 200 pessoas e ostenta, na parede lateral, um crucifixo de madeira: representa o Senhor do Bonfim, que é conduzido em procissão uma vez por ano, no domingo seguinte à festa da padroeira. Ao lado, uma sala repleta de ex-votos comprova a devoção dos fiéis. Tem de tudo um pouco: fotografias, penas e braços mecânicos, vestidos de noiva e cadernos escolares.

Não há dúvida: quem chega a Santos logo tem sua atenção despertada pela capela branca, que do alto do Monte Serrate domina toda Santos. Durante o dia, é vista de vários pontos: à noite, uma estrela marca o seu lugar no cume da elevação.


Oração à Nossa Senhora do Monte Serrat


Ó clementíssima Virgem Maria, minha soberana e Mãe,
augusta Senhora do Monte Serrat,
venho lançar-me no seio da vossa misericórdia e ponho,
desde agora e para sempre,
a minha alma e o meu corpo debaixo da vossa
salva-guarda e da vossa bendita proteção.

Confio-vos e entrego nas vossas mãos todas
as minhas penas e misérias,
bem como o curso e o fim da minha vida,
para que, por vossa intercessão e vossos merecimentos,
todas as minhas ações se dirijam e se disponham
segundo a vontade de vosso divino Filho,
Nosso Senhor Jesus Cristo, e que minha alma depois
desta vida possa alcançar a salvação eterna.
Ó Mãe, concebida sem pecado,
rogai por nós, que recorremos a vós.
Nossa Senhora do Monte Serrat, rogai por nós.
Amém.

: