Últimas
Claret profundamente humano
Todos nós temos em mente a atividade apostólica quase sobre-hum
XXVIII Domingo do Tempo Comum (Ano B)
A liturgia do XXVIII Domingo do Tempo Comum convida-nos a refletir
12 de outubro - Padroeira do Brasil
A História... Tudo começou quando Dom Pedro de Almeida Port
Mais Lidas

Destaque

Próximos Eventos

Qui Out 18 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Out 18 @ 8:00PM -
Grupo de Oração

Oração de Corpus Christi (“Adoro te Devote”)


 

 Eu vos adoro devotamente, ó Divindade escondida,
Que verdadeiramente oculta-se sob estas aparências,
A Vós, meu coração submete-se todo por inteiro,
Porque, vos contemplando, tudo desfalece.
A vista, o tato, o gosto falham com relação a Vós
Mas, somente em vos ouvir em tudo creio.
Creio em tudo aquilo que disse o Filho de Deus,
Nada mais verdadeiro que esta Palavra de Verdade.
Na cruz, estava oculta somente a vossa Divindade,
Mas aqui, oculta-se também a vossa Humanidade.
Eu, contudo, crendo e professando ambas,
Peço aquilo que pediu o ladrão arrependido.
Não vejo, como Tomé, as vossas chagas 
Entretanto, vos confesso meu Senhor e meu Deus 
Faça que eu sempre creia mais em Vós,
Em vós esperar e vos amar.
Ó memorial da morte do Senhor,
Pão vivo que dá vida aos homens,
Faça que minha alma viva de Vós,
E que à ela seja sempre doce este saber.
Senhor Jesus, bondoso pelicano,
Lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue
Pois que uma única gota faz salvar Todo o mundo e apagar todo pecado.
Ó Jesus, que velado agora vejo
Peço que se realize aquilo que tanto desejo
Que eu veja claramente vossa face revelada
Que eu seja feliz contemplando a vossa glória. Amém 

 

: