Últimas
III Domingo da Páscoa -
A liturgia deste III Domingo da Pascoa convida-nos a descobrir esse
Desafio da Baleia Azul: “Não deixem as baleias roubarem nossos jovens”
O avanço da tecnologia possibilitou um acesso ilimitado às redes
II Domingo da Páscoa -
A liturgia deste Domingo apresenta-nos essa comunidade de Homens No
Santo Expedito - Santo das horas difíceis
A história e a tradição dizem que Expedito, em latim significa
O Tempo Pascal
A celebração da Páscoa engloba a morte e a ressurreição do Sen
Mais Lidas

Destaque

Próximos Eventos

Qui Mai 04 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Mai 04 @ 8:00PM -
Grupo de Oração
Qua Mai 10 @ 8:00PM -
Terço dos Homens
Qui Mai 11 @ 3:00PM -
Terço da Misericórdia
Qui Mai 11 @ 8:00PM -
Grupo de Oração

Véni Creátor Spíritus


 


O “Véni Creátor Spíritus” é um dos mais inspirados e sublimes hinos católicos em honra ao Espírito Santo, composto no século IX e nunca mais deixado de lado em grandes momentos da vida na Igreja, em especial na Festa de Pentecostes. Foi com esta oração extraordinária, em latim, que o Papa Leão XIII consagrou o século XX ao Espírito Santo.

Apresentamos a seguir quatro versões deste hino extraordinário:

– Primeiramente, a mais conhecida e difundida em português;
– Em seguida, uma tradução mais literal do original em latim;
– Depois, o próprio original em latim;
– Por fim, uma interpretação do hino como canto gregoriano.

É tradição de séculos na Igreja católica rezarem este hino todos os dias, pela manhã, invocando o Divino Espírito Santo: “Vinde, Espírito Santo!”.

Em muitas ordens e congregações religiosas, ele é cantado em comunidade, na capela, preparando a alma para o momento diário de oração e meditação pessoal silenciosa que antecede a celebração da Santa Missa.

VERSÃO MAIS DIFUNDIDA EM PORTUGUÊS

Vinde Espírito Criador,
a nossa alma visitai
e enchei os corações
com vossos dons celestiais.

Vós sois chamados o Intercessor,
de Deus excelso dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor,
a unção divina e salutar.

Sois o doador dos sete dons
e sois poder na mão do Pai,
por Ele prometido a nós,
por nós seus feitos proclamai.

A nossa mente iluminai,
os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai,
qual força eterna e protetor.

Nosso inimigo repeli
e concedei-nos vossa paz;
se pela graça nos guiais,
o mal deixamos para trás.

Ao Pai e ao Filho Salvador,
por Vós possamos conhecer;
que procedeis do Seu amor
fazei-nos sempre firmes crer.

Amém!

TRADUÇÃO LITERAL DO LATIM AO PORTUGUÊS

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos,
enchei da graça do alto
os corações que criastes.

Sois chamado Paráclito (Consolador),
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, o fogo, a caridade
e unção espiritual.

Vós, que tendes sete dons,
sois o dedo da direita de Deus,
solene promessa do Pai
a inspirar nossas palavras.

Acendei a luz para os sentidos,
infundi o amor nos corações,
fortalecei a fragilidade do nosso corpo
com virtude para sempre.

Afastai para longe o inimigo,
trazei-nos sem demora a paz;
assim, guiados por Vós,
evitaremos todo o mal.

Concedei-nos que, por Vós, saibamos do Pai,
conheçamos também o Filho,
e, em Vós, Espírito de ambos,
acreditemos em todo tempo.

Glória seja dada a Deus Pai,
ao Filho, que dos mortos ressuscitou,
e também ao Paráclito (Consolador)
por todos os séculos. Amém.

V/ Enviai, Senhor, o vosso espírito e tudo será criado.
R/ E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que ilustrastes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, procurar o que é reto, e nos alegrarmos sempre com a sua consolação. Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.

ORIGINAL EM LATIM

Véni, Creátor Spíritus,
mentes tuórum visita,
imple supérna grátia,
quae tu creásti péctora.

Qui díceris Paráclitus,
altíssimi donum Dei,
fons vivus, ignis, cáritas,
et spiritális únctio.

Tu septifórmis múnere,
dígitus paternae déxterae,
tu rite promíssum Patris,
sermóne ditans gúttura.

Accénde lumen sénsibus;
infunde amórem córdibus,
infírma nostri córporis
virtúte firmans pérpeti.

Hostem repéllas lóngius,
pacémque dones prótinus;
ductóre sic te praevio
vitemus omne noxium.

Per te sciámus da Patrem,
noscamus atque Filium;
teque utriúsque Spíritum
credamus omni témpore.

Deo Patri sit glória,
et Fillio, qui a mórtuis
surréxit, ac Paráclito,
in saeculórum saecula. Amem.

V/ Emítte Spíritum tuum, et creabúntur.
R/ Et renovábis fáciem terrae.

Deus qui corda fidélium Sancti Spíritus illustratióne docuísti: da nobis in eódem Spíritu recta sápere; et de eius semper consolatióne gaudére. Per Christum dominum nostrum. Amém.

HINO EM GREGORIANO

Ao longo dos séculos, o “Véni Creátor” sofreu ligeiras variações, o que explica a existência de algumas versões com pequenas diferenças no uso e ordem das palavras em latim. A versão que compartilhamos no vídeo é a do “Liber Usualis” (1961), página 885, cantada pelo coro da Schola Cantorum de Amsterdã.

 

 

: